Mesmo tudo.

O dia foi bem cansativo, mas enfim chegou ao fim. Fora a rotina de sempre: mesmas aulas, mesmas pessoas, mesmo tudo. Esperar o ônibus sempre é o último martírio, mas com um quê a mais de alívio: estou indo para a casa… Então ele chega, e eu embarco. Passar pela roleta e procurar um lugar para sentar. Sou comodista. Ou perfeccionista ao extremo, não sei, mas sempre procuro o mesmo lugar: o mais importante é a janela, de qualquer forma.

O vento gelado batendo forte em meu rosto cansado faz com que eu me perca; a rua passando correndo por meus olhos; e, a cada parada, multidões de pessoas que nunca vi na vida – e provavelmente nunca mais verei. Às vezes acontece de eu ver conhecidos de relance, mas nada frequente…
E é nessa janela de ônibus que eu me pego pensando na rotina de minha vida. Será que foi isso que eu escolhi para mim? Será que é isso que eu realmente quero para mim? Será que isso fará com que eu alcance meus sonhos? Será que meus sonhos são de verdade o que eu quero? Só sei que a janela do ônibus e o vento em meu rosto me fazem pensar, fazem meu coração pesar ainda mais…
Pesada: é assim que me sinto. Meus ombros chegam a queimar de dor em determinados dias. Estou o tempo todo com sono, e mal consigo segurar uma caneta com minhas mãos, pois estas sempre falham. Não tenho vontade de acordar, sequer de me arrumar… Cada refeição desce de forma pesada pela minha garganta.
Acredito que seja por que sei que amanhã eu levantarei à 7 horas, tomarei café da manhã, me vestirei, pegarei minha mochila, correrei ao ponto e embarcarei no ônibus para mais um dia de estudos, sempre com os mesmo horários, mesmos fracassos, mesmas vitórias, mesmos assuntos. Mesmo tudo.
Sempre dei muita importância à titulações, sempre quis evoluir demais. Talvez a ignorância seja mesmo uma bênção… Vejo tantas pessoas que passaram pela minha vida, permaneceram num estado de mesmice, procrastinação e vida simples, e ainda assim procuram esbanjar felicidade ao máximo. Será que esse é o segredo da felicidade?
Ou todos tentam mascarar suas tristezas, assim como eu?
Anúncios

Vamos conversar! Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s